Gestão de Risco na Segurança do Paciente Com Transtorno Mental.

Nome: Fernanda Cordeiro Sírtoli Vantil
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 11/07/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Eliane de Fátima Almeida Lima Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Inês Sousa Examinador Externo
Cândida Caniçali Primo Coorientador
Eliane de Fátima Almeida Lima Orientador
Flávia Batista Portugal Examinador Interno
KARLA CROZETA FIGUEIREDO Suplente Externo
Leila Massaroni Suplente Interno

Resumo: A gestão de riscos é parte integrante de todos os processos das organizações, e ocorre simultaneamente às atividades da instituição. Ao se referir à assistência em saúde, a Segurança do Paciente é um eixo essencial da qualidade do serviço. Apesar da contemporânea discussão sobre a segurança do paciente, a pesquisa sobre o assunto é limitada no âmbito da saúde mental.O presente estudo trata sobre a implantação da gestão de riscos na segurança do paciente com transtorno mental. Objetivo geral: Implantar a gestão de risco na segurança do paciente em um hospital de referência saúde mental. Metodologia: A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação, de abordagem qualitativa. Os participantes foram os membros da equipe multidisciplinar responsável pela assistência aos pacientes com transtorno mental. A coleta de dados ocorreu no período de 03 de outubro de 2016 a 27 de março de 2017. Os 13 participantes foram divididos em dois grupos, 1 e 2. Cada grupo participou de 8 encontros, além do encontro de encerramento que foi realizado em um único evento com ambos os grupos. Resultados: A maioria do grupo era enfermeiro (38,46%), titulação máxima de especialização (92,31%), tempo de formação entre 6-10 anos (53,85%) e tempo de experiência na Saúde Mental entre 1-5 anos (61,54%). A partir da análise dos corpus textuais, obteve-se 04 categorias: prioridades para elaboração de protocolos; estrutura organizacional de protocolos; construção dos protocolos; elaboração de diagrama e da proposta textual de software para gestão interna de notificações de incidentes. Os resultados desta pesquisa sugerem que a saúde mental é uma assistência muito específica e que o paciente com transtorno mental possui muitas particularidades decorrentes do seu estado psíquico. Produto: Foram desenvolvidos três produtos: Diagrama em árvore da gestão de risco na segurança do paciente com transtorno mental; Protocolos de Segurança do Paciente com Transtorno Mental,, tecnologia gerencial constituída por sete protocolos; Proposta textual de software para gestão interna de notificações de incidentes. Conclusão: Realizar a gestão de risco na segurança do paciente com transtorno mental compreende o processo de sistematização e aplicação de políticas, procedimentos e práticas para identificação, avaliação, tratamento, monitoramento e análise crítica dos riscos. A participação de toda a equipe é necessária, desde gestores a executores das atividades, pois assegura que a gestão de riscos alcance a problemática local, de ângulos e posições estratégicas. Para a assistência em enfermagem na saúde mental, os resultados deste estudo oferecem uma linha de base para que o cuidado seja oferecido com qualidade, assegurando ao profissional uma padronização das ações fundamentada nos princípios de segurança do paciente. Finalmente, este estudo reafirma a necessidade de discussão científica sobre a saúde mental e o cuidado seguro, o envolvimento de toda a equipe no desenvolvimento de práticas e na efetivação da gestão de riscos à segurança do paciente com transtorno mental.

Transparência Pública
Acesso à informação

© Universidade Federal do Espírito Santo 20013. Todos os direitos reservados
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe | Vitória - ES, Brasil | CEP 29.040-090