Conhecimento da Equipe de Enfermagem Antes e Após Capacitação em Semiotécnica para Avaliação dos Sinais Vitais

Nome: Luciana Nascimento Barcellos
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 24/07/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Lorena Barros Furieri Orientador
Mirian Fioresi Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Andressa Bolsoni Lopes Examinador Externo
ELIZABETE REGINA A DE OLIVEIRA Suplente Externo
Karla de Melo Batista Examinador Interno
Lorena Barros Furieri Orientador
Mirian Fioresi Coorientador
Walckiria Garcia Romero Sipolatti Suplente Interno

Resumo: Introdução: Os sinais vitais são indicadores das funções circulatória, respiratória, neural e endócrina do indivíduo, servem como mecanismos de alerta do estado de saúde e gravidade de doenças. O conhecimento sobre a adequada verificação dos sinais vitais permite o enfermeiro determinar os diagnósticos, traçar as intervenções e avaliar as ações desenvolvidas. Objetivo: analisar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre a semiotécnica para avaliação dos sinais vitais. Metodologia: estudo intervencionista analítico, realizado em um hospital universitário com 37 membros da equipe de enfermagem que participaram de capacitações em sinais vitais, realizadas entre novembro de 2016 e março de 2017. A coleta de dados deu-se através da aplicação de um questionário para avaliação da correta verificação dos sinais vitais antes, após e 02 meses decorridos de uma capacitação. O projeto foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa sob parecer nº 1.708.793. Análise estatística: Teste exato de Fisher; Mann-Whitney; Anova uma via, seguida de pós teste de Tukey. p<0,05 foi considerado significante. Resultados: o estudo evidenciou que, previamente à capacitação, os enfermeiros tinham maior conhecimento em comparação aos técnicos e auxiliares de enfermagem. A capacitação resultou em aumento do conhecimento em ambas as categorias. Após 2 meses da capacitação o conhecimento mostrou-se novamente maior entre os enfermeiros. A temática com maior frequência de erros foi a técnica para verificação da pressão arterial. Produto: o estudo resultou em uma tecnologia educacional em forma de curso de curta duração através da capacitação em sinais vitais para a equipe de enfermagem. Conclusão: frente a importância da verificação dos sinais vitais pela equipe de enfermagem e da importância de capacitações acerca de temas levantados da deficiência laboral, o objetivo do estudo que foi analisar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre a semiotécnica para avaliação dos sinais vitais, não foi totalmente respondido devido ao baixo quantitativo de participantes. Porém na amostra estudada verificou-se um aumento do conhecimento, podendo inclusive servir de fonte para novas capacitações que envolvam na melhoria da temática abordada.

Transparência Pública
Acesso à informação

© Universidade Federal do Espírito Santo 20013. Todos os direitos reservados
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe | Vitória - ES, Brasil | CEP 29.040-090