Summary: Introdução: O apoio social possui relação direta com a qualidade de vida durante o enfrentamento de uma doença, pois, quando sozinhas, o indivíduo se preocupa mais com a doença, e, com o apoio social efetivo o indivíduo aumenta sua capacidade de enfrentar situações difíceis e sua autoestima. Percebe-se também que quanto maior o apoio social, menos sintomas depressivos são apresentados pela mãe após o parto. Assim, quanto maior o apoio social percebido pelas puérperas, menor a ocorrência de depressão pós-parto(CARVALHO; MORAES, 2014). Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico, analítico, observacional do tipo transversal, realizado em uma maternidade de baixo risco, localizada no município de Cariacica, Espírito Santo. Participarão do estudo 330 puérperas, que serão entrevistadas em local privativo por meio de um instrumento contendo as características socioeconômicas e experiência de violência. A identificação do desfecho, depressão pós-parto, será por meio do questionário da Edinburgh Postnatal Depression Scale. Será realizada análise através do programa estatístico Stata 13.0, onde será feita a regressão de Poisson.

Starting date: 2019-08-01
Deadline (months): 24

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Franciéle Marabotti Costa Leite
Researcher * Cândida Caniçali Primo
Researcher * Fabio Lucio Tavares
Student Doctorate * Gracielle Karla Pampolim Abreu
Student Master * Mayara Alves Luis

Pages

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105