ESCALA PARA ESTIMATIVA DA CARGA DE TRABALHO DA ENFERMAGEM EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

Nome: Maryanni Magalhães Camargo
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 13/03/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Mirian Fioresi Co-orientador
Walckiria Garcia Romero Sipolatti Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amália de Fátima Lucena Examinador Externo
Eliane de Fátima Almeida Lima Examinador Interno
Fabio Lucio Tavares Suplente Externo
Lorena Barros Furieri Suplente Interno
Mirian Fioresi Coorientador
Walckiria Garcia Romero Sipolatti Orientador

Resumo: Introdução: Os enfermeiros em sua prática clínica nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) utilizam escalas de avaliação da gravidade clínica e da carga de trabalho da enfermagem para direcionar o cuidado e adequar os recursos humanos e materiais no atendimento das demandas assistenciais. Dessa forma, visando atender uma demanda institucional por adequações no gerenciamento da assistência de enfermagem ao paciente crítico no setor de Terapia Intensiva na qual a pesquisadora está inserida instigou a construção de um instrumento que auxilia no dimensionamento de pessoal da enfermagem. Esse projeto está alinhado a linha de pesquisa do cuidar em enfermagem no processo de desenvolvimento humano, e foi elaborado em parceria com a equipe de enfermagem da UTI. Objetivo: Construir e validar o conteúdo de uma escala para estimativa da carga de trabalho da enfermagem em UTI. Métodos: Pesquisa metodológica fundamentada em seis etapas para a construção de instrumentos de medidas na área da saúde: Etapa I- Estabelecimento da estrutura conceitual; Etapa II- Definição dos objeti¬vos do instrumento e da população envolvida; II¬I- Construção dos itens e das escalas de resposta por meio de uma revisão integrativa de literatura para levantamento dos indicadores clínicos para a assistência em UTI; IV- Seleção e organização dos itens mediante o mapeamento cruzado entre os indicadores clínicos para a assistência em UTI e as intervenções de enfermagem da Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC); Etapa V- Estrutura¬ção do instrumento; e Etapa VI- Validade de Conteúdo, considerando adequado os itens com valores iguais ou maiores que 0,8 pelo Índice de Validade de Conteúdo (IVC). Resultados/Produtos: Foram construídos dois produtos: uma escala inédita para a estimativa da carga de trabalho da enfermagem em UTI com o conteúdo validado que visa instrumentalizar os enfermeiros na distribuição dos profissionais de enfermagem e na gerência do cuidado ao paciente crítico; e um guia assistencial de prescrição de cuidados ao paciente crítico fundamentado nas intervenções e atividades de enfermagem da NIC. Conclusão: Esta pesquisa produziu dois produtos de grande relevância para a prática assistencial de enfermagem. A escala para estimativa da carga de trabalho da enfermagem em UTI é inédita e poderá ser incorporada a prática clínica de enfermagem a nível local, regional e nacional, pois contempla indicadores clínicos para a assistência que descrevem a realidade da população brasileira, além da representatividade e empoderamento da enfermagem pelo uso de uma linguagem padronizada própria da profissão para estimar a carga de trabalho. O guia assistencial de prescrição de cuidados ao paciente crítico fundamentado nas intervenções e atividades de enfermagem da NIC é relevante para o desenvolvimento científico e tecnológico, pois contribuirá para a execução do processo de enfermagem adequado e direcionado para o paciente crítico. Os produtos desta pesquisa foram registrados na Biblioteca Nacional e estão disponíveis gratuitamente no site do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) para ampla utilização na prática assistencial dos enfermeiros de forma autônoma ou institucionalizada e serão incorporados pela instituição de saúde de atuação da pesquisadora.
Palavra-chave: Escalas; Carga de Trabalho; Indicadores de Saúde; Unidades de Terapia Intensiva; Cuidados de Enfermagem; Classificação de Intervenções de Enfermagem.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105