INFLUÊNCIA DO PROCESSO EDUCATIVO DE ENFERMAGEM NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO DE PACIENTES DE CIRURGIA CARDÍACA.

Nome: Kassia Regina de Castro Rosseto
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 13/12/2013
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Leila Massaroni Co-orientador
Mirian Fioresi Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Elizabete Regina Araújo de Oliveira Suplente Externo
Leila Massaroni Coorientador
Lorena Barros Furieri Suplente Interno
Mirian Fioresi Orientador
Rafael Celestino da Silva Examinador Externo
Walckiria Garcia Romero Sipolatti Examinador Interno

Resumo: Este estudo aborda a avaliação do paciente acerca da contribuição do programa de orientações pré-operatórias realizadas por um enfermeiro, em uma unidade ambulatorial cardiológica do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes. A orientação pré-cirúrgica tem a finalidade de diminuir a ansiedade do paciente e permitir ao profissional enfermeiro a detecção, solução e encaminhamento das dificuldades encaradas pelo paciente. Objetivo Geral: Analisar, sob a ótica de clientes submetidos à cirurgia cardíaca, as contribuições de um programa educativo de enfermagem aplicado na fase pré-operatória. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de campo, do tipo descritiva, com abordagem qualiquantitativa. A amostra foi composta por 51 pacientes maiores de 18 anos, inseridos no projeto de orientações pré-operatórias, que foram submetidos à cirurgia cardíaca via esternotomia. Resultados: A maioria dos pacientes demonstrou conhecimento acerca do período perioperatório e apresentou condutas de acordo com as orientações. A pesquisa evidenciou baixo entendimento relacionado à internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), à necessidade da sonda vesical de demora e à
adesão aos exercícios respiratórios. As respostas referentes à entubação
orotraqueal (p= 0,017) e ao uso de sonda vesical (p=0,037) foram relacionadas à baixa escolaridade. Houve correlação moderada e negativa (p= 0,314) entre a coerência das respostas e o tempo entre a orientação e a cirurgia. Os resultados evidenciam que o cliente identifica o enfermeiro como educador e sugerem que a orientação pré-operatória favoreceu a recuperação dos pacientes submetidos à cirurgia cardíaca, entretanto evidenciou necessidade de adequação da prática educativa aplicada. Conclusão: Os achados confirmam a ação do enfermeiro como educador em saúde, incentiva a manutenção da rotina de orientações pré- operatórias e fornecem elementos para a adaptação do programa educativo implementado.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105