ELABORAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE PROTOCOLO DE PREVENÇÃO E MANEJO DE QUEDAS EM PEDIATRIA

Nome: GEISA FONSECA REBOUÇAS
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 24/11/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
CÂNDIDA CANIÇALI PRIMO Orientador
PAULA DE SOUZA SILVA FREITAS Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
CÂNDIDA CANIÇALI PRIMO Orientador
ELIANE DE FÁTIMA ALMEIDA LIMA Examinador Interno
ELISABETE MARIA GARCIA TELES NUNES Examinador Externo
FLÁVIA BATISTA PORTUGAL Suplente Interno
MARGARIDA MARIA DE SOUSA LOURENÇO QUITÉRIO Suplente Externo

Páginas

Resumo: Introdução: A proposta de elaborar e implantar um protocolo institucional de queda específico para a população pediátrica emergiu da vivência da autora enquanto líder da qualidade no setor de pediatria e da necessidade da instituição em construir e implementar medidas de prevenção e manejo das quedas pediátricas junto aos profissionais de saúde, atendendo a uma prerrogativa do Programa Nacional de Segurança do Paciente, a fim de mitigar os riscos e diminuir a ocorrência desse tipo de incidente. Objetivos: Descrever o processo de elaboração e implantação de um protocolo de prevenção e manejo de quedas em pediatria. Metodologia: Pesquisa-ação operacionalizada pelas 12 fases da pesquisa-ação de Thiollent e agrupadas pela pesquisadora em 3 eixos de ação: 1. Preparação — revisão de literatura; elaboração do protocolo preliminar e formação do grupo de trabalho com 10 membros da equipe multidisciplinar; 2. Execução — reestruturação e aprovação do protocolo de prevenção e manejo de quedas pelo grupo de trabalho, por consenso, em duas rodadas online e três seminários presenciais. Os seminários presenciais foram registrados por um diário de campo, gravados em formato mp3, transcritos posteriormente e analisados pela técnica de análise de conteúdo de Bardin; 3. Disseminação — reprodução das informações contidas no protocolo à comunidade hospitalar e treinamento das equipes in loco, por turno de trabalho. Resultados/Produto: A busca por evidências científicas resultou na versão preliminar do protocolo de quedas, que foi estruturado conforme realidade institucional e aprovado pelo grupo de trabalho durante os seminários de forma coletiva. A pesquisa ação permitiu a interação entre pesquisador e sujeitos da pesquisa, possibilitando convergência entre saberes formais e informais, teoria e prática. Além do Protocolo de Prevenção e Manejo de Quedas Pediátricas, foram produzidos materiais educativos para a família e profissionais de saúde (Cartaz de Orientação; Folheto de Orientação; Placa de Identificação de Leito do Paciente com Alto Risco de Queda; Fluxograma do protocolo de prevenção e manejo de queda pediátrica). Conclusão: O protocolo e os materiais educativos já estão em uso na instituição e contribuem para a gestão do risco de queda dos pacientes pediátricos (0 a 18 anos) internados, a partir da padronização das ações e condutas, adoção de medidas preventivas com base na avaliação de risco individualizada e do envolvimento de usuários, familiares e profissionais, além de disponibilizar os resultados à comunidade científica. Essa pesquisa tem potencial de gerar impacto e ser aplicada a nível local, regional e nacional, pois descreve de forma sistematizada as etapas e recursos necessários para elaboração e implementação de um Protocolo de Prevenção e Manejo de Quedas Pediátricas.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105