GUIA CLÍNICO EM AVALIAÇÃO E TRATAMENTO DA
PESSOA COM ÚLCERA VENOSA PARA A PRÁTICA DO
ENFERMEIRO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Nome: AMANDA FERREIRA DE ALMEIDA COLOMBI
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 28/01/2022
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
THIAGO NASCIMENTO DO PRADO Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
ANNE CAROLINE BARBOSA CERQUEIRA VIEIRA Suplente Externo
FABIANA GONRING XAVIER Examinador Externo
MÁRCIA VALÉRIA DE SOUZA ALMEIDA Suplente Interno
MARIA EDLA DE OLIVEIRA BRINGUENTE Examinador Interno
THIAGO NASCIMENTO DO PRADO Orientador

Resumo: Introdução: As úlceras de etiologia vascular estão entre as lesões mais prevalentes
em estudos realizados no país e no mundo. As úlceras de etiologia venosa são de
difícil cicatrização, têm alta taxa de recidiva e interferem na qualidade de vida das
pessoas que são acometidas. O tratamento dessas lesões faz parte da rotina dos
enfermeiros da Atenção Primária à Saúde no Brasil. Alguns estudos desenvolvidos
com os profissionais envolvidos no tratamento de feridas identificou algumas
fragilidades, como a baixa indicação de coberturas especiais. Considerando-se a
necessidade de nortear a assistência do enfermeiro no cuidado ao paciente com
úlcera venosa, é essencial que sejam estabelecidos protocolos que contribuam para
mudança da prática do cuidar em saúde. Tais padrões fornecem uma prática guiada
e embasada com o objetivo de melhorar a qualidade da assistência prestada.
Objetivos: Identificar o autoconhecimento do enfermeiro no tratamento e avaliação
da pessoa com úlcera venosa de perna. Estruturar o guia clínico em avaliação e
tratamento da pessoa com úlcera venosa em membros inferiores para a prática do
enfermeiro na Atenção Primária à Saúde. Metodologia: Trata-se de um estudo
metodológico executado em duas etapas para a construção do guia clínico: 1)
diagnóstico situacional; 2) elaboração do guia clínico. O diagnóstico situacional foi
feito no município de Vila Velha, com amostragem por conveniência de 40 enfermeiros
lotados nas unidades de saúde. Realizou-se estudo de corte transversal de
abordagem quantitativa, utilizando dois instrumentos: de caracterização e outro
validado de autoavaliação no domínio de feridas em geral e úlcera venosa. A
construção do guia clínico decorreu de revisão de literatura e direcionado pelos
resultados do diagnóstico situacional. Resultados: Participaram do estudo 40
enfermeiros, sendo que 34 (85%) eram do sexo feminino. A maioria respondeu ter
cursado pós-graduação lato sensu (87,5%) e, destes, dois (02) cursaram a área
voltada para o tratamento de feridas, enquanto 10% responderam ter cursado pósgraduação stricto sensu. Os produtos mais utilizados no tratamento citado foram os
Ácidos Graxos Essenciais (32,5%) e a bota de Unna (15%). Os escores do
instrumento autopavaliativo variaram de 1 a 5, sendo que, quanto maior, pior era a
avaliação do enfermeiro naquele assunto abordado. O domínio de conhecimento
teórico alcançou escore mediano de 3,50, já o domínio de conhecimento prático
atingiu o escore mediano de 4,00. O item de pior autoavaliação identificado no estudo
discorreu na “avaliação da limpeza da lesão”. Produto: Guia clínico para a assistência
à pessoa com úlcera venosa na atenção primária à saúde. Conclusão: Acredita-se
que esse guia será um objeto de condução da práxis do enfermeiro na avaliação e
tratamento da pessoa com UV, assertivo e de qualidade, no município de Vila Velha.
Além disso, poderá impactar positivamente na vida das pessoas acometidas por UV.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105