ESTRESSE E HARDINESS EM EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DO CENTRO CIRÚRGICO DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO.

Nome: ROSANA DE OLIVEIRA CARVALHO SILVA
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 23/01/2014
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
KARLA DE MELO BATISTA Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
ANA LÚCIA SIQUEIRA COSTA Suplente Externo
DENISE SILVEIRA DE CASTRO Examinador Interno
KARLA DE MELO BATISTA Orientador
LAURA DE AZEVEDO GUIDO Examinador Externo
LEILA MASSARONI Suplente Interno

Resumo: Introdução: O estresse ocupacional tem recebido atenção especial de pesquisadores, visto a sua influência na satisfação, produtividade, saúde e desempenho do trabalhador. Na perspectiva de proporcionar um melhor enfrentamento do estresse no trabalho, emerge a Personalidade Hardiness, a qual se caracteriza como um tipo de personalidade que atua como moderadora dos estímulos que podem levar ao estresse no trabalho. Ela está relacionada a três dimensões da personalidade: compromisso (HC), controle (HCT) e desafio (HD). Objetivo: identificar a relação entre intensidade de estresse e hardinessentre equipe multiprofissional do centro cirúrgico de um hospital universitário no município de Vitória, ES. Metodologia: Estudo transversal, analítico, com abordagem quantitativa, realizado junto a 58 participantes membros da equipe multiprofissional de centro cirúrgico de um hospital universitário. O instrumento de coleta de dados foi composto de questionário contendo itens de caracterização sociodemográfica, Escala de Estresse no Trabalho (EET) e Escala de Hardiness (EH). Para análise da normalidade dos dados, utilizou-se o teste Shapiro-Wilk. Para verificar a associação entre as variáveis, foram utilizados testes paramétricos, não paramétricos e coeficiente de correlação de Spearman. O nível de significância foi de 5% (0,050). A consistência interna dos instrumentos foi analisada pelo coeficiente Alfa de Conbrach. .Resultados: Verificado intensidade moderada de estresse em 55% da população e Personalidade Hardiness em 12% dos participantes. Não houve correlação estatisticamente significante entre a EET e HS, assim como com as variáveis testadas. Quanto ao hardiness, 60,3% dos profissionais apresentou nível alto na HC, 62,1% nível baixo na HCT e 58,6% nível alto na HD, sendo que HC apresentou correlação significante com a variável religião e emprego, HD apresentou correlação estatisticamente significante com emprego, filhos, idade e tempono Centro cirúrgico. HCT teve relação estatisticamente significante com turno de trabalho. Conclusão: A equipe encontra-se com intensidade moderada de estresse. Características sociodemográficas e Personalidade Hardiness não influenciaram na percepção do estresse da equipe multiprofissional do centro cirúrgico.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105